TRF rejeita recurso e apoia decisão favorável de Enrique Alves sobre o uso de passagens aéreas

0


Tribuna do Norte

O Tribunal do Circuito Distrital do 1º Circuito, com sede em Brasília, rejeitou o recurso do promotor contra a decisão em favor do ex-deputado Enrique Eduardo Alves. Como resultado, a decisão que bloqueou o caso criminal foi mantida, uma vez que nenhuma ação ilegal foi cometida nas ações do parlamentar. Nesta decisão, o Vice-Presidente do TRF1, enquanto Presidente, não reconheceu, ao considerar a questão da admissibilidade, um recurso especial contra a decisão anterior, adotado por unanimidade na Terceira Câmara do Tribunal.

A ação incluiu o interrogatório do MPF sobre o uso de seções dos corredores pelo então parlamentar. No primeiro caso, a decisão foi favorável ao ex-deputado, indicando que o processo criminal deveria ser encerrado, já que não havia evidências de que um crime tivesse ocorrido.

"Este é um recurso especial contra a decisão de terceira classe deste tribunal, que por unanimidade satisfez a decisão de emitir uma resolução de habeas corpus para encerrar um processo criminal em face do comportamento atípico", disse ele.

Em seguida, ele indicou que o Ministério Público simplesmente repetiu as perguntas já levantadas na decisão.

Ao mesmo tempo, o Vice-Presidente do TRF 1 enfatizou que “o requerente (MPF) não pôde provar nenhum insulto à lei federal, repetindo as mesmas questões que já haviam encontrado na decisão, mas não insultando nenhuma das leis. Na verdade, o autor não está satisfeito com uma decisão desfavorável. ”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.