Senado realiza última sessão de discussão sobre segurança social da PEC

0


Foto: Pedro France / Agência do Senado

A sessão da tarde do Senado (16) foi dedicada a uma discussão sobre a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 6, que trata da reforma da previdência social. Esta foi a última das cinco sessões previstas no regulamento da câmara antes da votação do texto. Os senadores aguardam agora que o relator Tasso Ereissati (PSDB-CE) apresente suas opiniões sobre emendas na plenária. A entrega está prevista para a próxima quinta-feira (19). Antes de prosseguir para o plenário, a Comissão terá que decidir sobre a Constituição e a Justiça. A votação na segunda rodada está marcada para 10 de outubro. Já paralela ao PEC, uma proposta conhecida como alteração do texto original, e especialmente a inclusão de funcionários estaduais e municipais na reforma da previdência social, deve ser apresentada após a votação do PEC original. A última sessão de discussão do PEC paralelo está marcada para quarta-feira (18).

A sessão foi marcada por vários discursos sobre segurança social. O senador Paulo Paim (PT-RS) disse que a reforma em sua forma atual afeta principalmente aqueles que ganham até três salários mínimos. "Isso representa mais de 80% do número de pessoas que participam do esquema geral de bem-estar". Luis Carlos Heinze (PP-RS) defendeu a mudança. “Acho que é um avanço, o Brasil precisa disso. É importante que essas reformas sejam implementadas. ”

Agência Brasil

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.