Segundo o denunciante de Torre Pituba, a sede da Petrobra em Salvador, PT e Petros levantaram propinas cedo

0

Foto: Reprodução

Em sua demissão, o empresário Mário Seabra Suarez disse aos investigadores que o plano de fraudar as obras na Torre Pituba, sede da Petrobras em Salvador, havia sido previamente solicitado.

] Isso porque Newton Carneiro e Wagner Pinheiro, Petrobras, Armando Tripodi e PT, João Vaccari e Carlos Daltro faturaram seus parceiros Paulo Afonso antes da execução dos contratos de execução. 19659003] O denunciante alegou que os dois tinham que gerar dinheiro e transferir dinheiro do exterior para uma conta não declarada. Mario Suarez disse que, como não havia trabalho, não havia dinheiro disponível para ser fornecido pelos construtores que vencessem ilegalmente o evento, mas isso não impediu a pressão. A linha inferior era que o esquema incluiria suborno de 7% do valor orçamentário da obra.

O Antagonista

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.