Segundo a OMS, a epidemia de coronavírus é controlada no resto do mundo

0

Foto: Reprodução / TV Globo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que a epidemia de Covid 19, uma infecção causada pelo novo vírus corona, foi controlada em todo o mundo.

Na terça-feira (13), Mike Ryan, diretor executivo do Programa de Emergência em Saúde da OMS, disse em entrevista coletiva que "não houve" aumentos dramáticos na transmissão fora da China além dos casos de navios da Diamond Princess ".

A China relatou um aumento em quase 14.000 casos confirmados de infecções por coronavírus após uma alteração nos métodos de diagnóstico na província de Hubei. Somente no epicentro da doença os exames laboratoriais podem ser substituídos por avaliações clínicas.

Ryan disse que a maioria dos casos investigados na China não é nova e aguarda confirmação desde o início do surto. Ele também enfatizou que os especialistas da OMS desembarcaram em Pequim no fim de semana para ajudar a combater a epidemia.

“Com relação à missão internacional, a equipe avançada e seus colegas chineses concluíram o escopo do trabalho e projeto da missão. As autoridades de saúde da China verificaram o número total de mortos. Anteriormente, a metodologia dos casos suspeitos havia mudado, o que aumentava o número.

Em relação ao número de mortos, a China disse ter identificado "estatísticas duplicadas" na província de Hubei, onde está localizada a cidade de Wuhan, consideradas o epicentro da epidemia. O governo de Pequim não divulgou mais detalhes sobre o erro. Segundo a Comissão Nacional de Saúde, o número atual de mortes é de 1.380, e não de 1.483, conforme relatado anteriormente.

Em relação aos casos suspeitos, a China anunciou nesta quinta-feira (13) que, com o apoio de exames de imagem (como radiografia e tomografia), a análise dos médicos foi utilizada na prática para determinar quais sintomas respiratórios se encaixariam no Covid-19. Anteriormente, era necessário aguardar o resultado de um teste de RNA (ácido ribonucleico) para detectar uma infecção pelo novo coronavírus.

Foram feitas alterações devido à decisão do governo chinês de mudar de autoridade, devido a erros na resposta ao surto e também em meio à falta de kits de detecção Covid-19.

G1

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.