Ricardo Motta tem derrota no STF ao tentar ser julgado no TJ

0


Quinta-feira – 11/04/2019 – 11: 28h

Ricardo queria ser julgado pelo TJRN, um tribunal que não quer julgá-lo e já deixou isso claro (Foto: José Aldenir)

Do Blog Tales Vale

Relator da ação penal 1.037 em que o ex-deputado estadual Ricardo Motta (PSB) é acusado de suposta beneficiária de apropriação indébita do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA / RN), o ministro do Supremo Tribunal Federal

O ex-advogado de defesa, Thiago Cortez, alegou que a Corte era "incompetente para a acusação e julgamento da Corte de Apelações, originada do fato, uma vez que o réu não exercia mais o mandato parlamentar."

Fux & # 39; O pedido foi improcedente e foi preestabelecido porque o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) declinou da competência do Supremo Tribunal Federal.

"19659004] Motta foi denunciada como resultado da evolução da Operação Candeeiro, iniciada em setembro de 2015, devido ao suposto desvio de R $ 19,321 milhões de Idema entre janeiro de 2013 e dezembro de 2014.

Blog Nota Carlos Santos – Tivemos acesso a toda a decisão do ministro, tem apenas uma página e meia, não há gongorismo, citações de palestrantes ou parágrafos elogiosos, o que Motta defendeu não pode ser reconhecido pela razão e pela inteligência. Simples. É puramente uma habilidade para transformar a demanda em um processo infinito.

] [HERE] [HERE] [HERE] [HERE]
<! –

->

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.