Paulinho Freire avalia as atividades legislativas do CMN no primeiro semestre de 2019

0


O prefeito Natal, membro do conselho de Polentro Freire (PSDB), fez nesta sexta-feira (28) balanço de ações do Legislativo no primeiro semestre de 2019. Segundo ele, se a Câmara dos Deputados puder estabelecer um relacionamento positivo com a população, não havia um, mas todos os parlamentares e servidores.

Segundo Paulinho, 158 projetos e 2054 pedidos foram processados ​​na Câmara. “O Parlamento passou um período de trabalho intenso motivado por ações propostas pelos membros do conselho. A boa notícia é que chegamos ao final do período com 61 leis, já aprovadas e promulgadas pelo Poder Executivo. Em conclusão, foram realizadas 32 audiências públicas para discutir questões de interesse público, além de reuniões consultivas, seminários, comemorações, cursos e eventos externos. ”

Entre os assuntos discutidos, o palestrante destacou a aprovação da substituição do projeto de lei 103/2016, que regulamenta o transporte de passageiros utilizando aplicativos como Uber e 99, e uma opinião positiva sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020, adotada em duas sessões . A LDO forma e orienta o desenvolvimento do orçamento municipal e serve como um elo entre os programas do Plano e sua implementação na Lei de Orçamento Anual (LOA).

Depois disso, Polinho Freire lembrou as atividades das comissões temáticas da Assembléia Legislativa Brasileira e parabenizou a Edis pelo apoio ao trabalho, avaliando as propostas e tirando conclusões técnicas. Ele notou particularmente as inúmeras reuniões realizadas por esses órgãos colegiados para discutir questões relevantes com a participação de organizações e movimentos públicos.

Pela segunda vez à frente do conselho da cidade, o presidente reafirmou seu compromisso com a economia e a eficiência como um dos principais pilares de sua administração. “O atual momento econômico do país exige ajustes. Para este fim, tomamos medidas para reduzir custos e melhorar a eficiência de restauração, como aumentar o valor dos servidores e otimizar recursos. É uma questão de administrar o dinheiro do contribuinte com responsabilidade ”, explicou Paulinho.

“É claro que, no segundo semestre do ano, continuaremos a prática destinada a garantir a transparência na aplicação ao Tesouro do Estado usando o método, a eficiência e a participação da população. As ações da Casa do Povo foram produtivas. Todos os conselheiros, novos e experientes, trabalhavam para a cidade. Bons projetos foram criados, aprovados e endossados. Quanto à cidade, esperamos continuar com um tom de harmonia entre os poderes ", acrescentou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.