Os profissionais de saúde da PH param de trabalhar em 20 de setembro

0


Atos e interrupções nos hospitais devem ocorrer toda sexta-feira até que as reivindicações da categoria sejam atendidas.

Com três folhas de pagamento vencidas, os profissionais de saúde do Rio Grande do Norte decidiram encerrar suas atividades por 24 horas todos os dias. Sexta-feira até o cronograma de pagamento em atraso ser submetido pelo governo de Fátima Bezerra (PT). A primeira greve será realizada nesta sexta-feira (20), no Dia Nacional do Combate, que está agendado para as 9h em frente ao Hospital Walfredo Gurgel.

A agenda de reivindicações inclui a cobrança de salários para novembro, dezembro e dezembro. 13 de outubro de 2018; cronograma de pagamento para 2019; aumento salarial de 16,38%; Convocação de profissionais de saúde e concurso público; Direito a benefícios previdenciários e proteção do Sistema Único de Saúde (SUS).

Para Maria do Carmo, diretora do Sindsaúde RN, essa era a única maneira de os funcionários pagarem suas dívidas. “A categoria não consegue lidar com isso, que já era ruim, está ficando cada vez pior. Trabalhamos e temos o direito de receber um salário. Nove meses se passaram, temos dívidas e dívidas. Merecemos respeito e cobraremos até que forneçamos respostas específicas! "Ele disse.

Informações extraídas do Sindsaúde-RN.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.