O brasileiro está menos confiante no emprego e na dívida

0

[ad_1]

O brasileiro está menos confiante em esperar emprego e endividamento, segundo o Índice Nacional de Expectativas do Consumidor (Inec), publicado hoje (28) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). A pesquisa trimestral mostra que o índice caiu para 47 pontos em junho, 1,4 pontos a menos que o de abril.

Segundo a CNI, este é o segundo declínio consecutivo, permanece acima da média histórica (46,2 pontos). Começando de 0 a 100 pontos, o Inec, quando abaixo de 50 pontos, mostra que os consumidores não estão confiantes.

“A queda da confiança em junho é resultado, entre outras coisas, de uma deterioração da percepção do Brasil sobre o emprego e o crescimento. Segundo uma pesquisa, o índice de expectativas de desemprego registrou uma mudança de 54,7 pontos para 56,4 pontos; e o rácio da dívida aumentou de 49 para 51 pontos. Nestes casos, valores acima de 50 pontos indicam que o desemprego deverá aumentar nos próximos seis meses, e os níveis de endividamento das famílias aumentarão [19659004]. A região nordeste apresentou a menor taxa: 45,3 pontos. No Norte / Centro-Oeste, o índice foi de 47,7 pontos; no sudeste, aos 47 anos; e no sul, 49,3

. Na faixa da população de 35 a 44 anos, o Inca caiu 2,7 pontos de abril a junho, chegando a 45,9 pontos.

O índice também diminuiu em todos os níveis de ensino, especialmente entre pessoas com educação secundária e superior. Se a redução diz respeito àqueles que têm um ensino superior, então o índio caiu 2,1 pontos, caindo para 47,5 pontos. Entre as pessoas com ensino médio, houve uma queda de 1,9 pontos, atingindo 47 pontos.

Feito em colaboração com o Ibope, esta edição da Inec, ouviu de 20 a 23 de junho, cerca de 2 mil pessoas em todo o país.

Ag encia Brasil

[ad_2]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.