NO EDIFÍCIO HISTÓRICO DE RAMPA COM O SR. WILLIAM POPP, EMBAIXADOR INTERNO DOS EUA NO BRASIL

0

[ad_1]

Foto – Ana Paula Andrade, SETUR

Rostand Medeiros – Instituto Histórico e Histórico
Área Geográfica do Grande do Norte – IHGRN

um convite da Secretaria de Turismo do Estado do Rio Grande do Norte
– SETUR, eu estava no prédio histórico da RAMPA hoje para acompanhar a visita
Willian W. Popp, Caso Chargé
Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, o segundo no ranking deste
representação diplomática.

Foto – Charles Franklin de Freitas Góis

Como os Estados Unidos ainda não indicaram quem será o titular
Embaixador do nosso país, o Sr. Popp é atualmente responsável pela
comando do posto.

Foto – Charles Franklin de Freitas Góis

Eles eram
acompanhando esta visita, os membros do Consulado dos Estados Unidos em Recife, no
diplomata Daniel A. Stewart
e Stuart Alan Beechler, funcionário
Com Daniel A. Stewart e Stuart Alan Beechler – Foto – Charles Franklin de Freitas Góis

Daniel e Stuart são dois bons amigos, que juntos
com o cônsul geral dos EUA em Recife, o Sr. John Barret, acompanha
são atenciosos e têm um grande interesse em nossa história comum.

Foto – Charles Franklin de Freitas Góis

Uma história que se une durante a Segunda Guerra Mundial
A antiga estação de hidroaviões da Rampa Mundial, juntamente com Parnamirim
Campo, Natal, Rio Grande do Norte, Brasil e Estados Unidos.

Foto – Charles Franklin de Freitas Góis

Estive recentemente com Daniel, Stuart e
Sr. Barret no histórico trabalho de resgate e homenagem aos aviadores da
Marinha dos Estados Unidos que morreu em 10 de maio de 1944, em áreas rurais
do município Potiguar de Riachuelo em um acidente com um hidroavião
PBY-5A Catalina consolidado.

Mais detalhes sobre os eventos que ocorreram em
Riachuelo, veja estes links:

https://tokdehistoria.com.br/2019/03/30/diplomatico-members-unidos-on-brasil-visit- city-of-riachuelo-p

https://tokdehistoria.com.br/2019/07/04/a-guerra-chega-ao-agreste-potiguar-a-queda-de- a-catalina-in-riachuelo /

https://tokdehistoria.com.br/2019/04/09/sobrevoos-e-historias-vividas-na-guerra/

Carlos Ribeiro Dantas explicando o projeto – Foto – Charles Franklin de Freitas Góis

Cabia ao arquiteto de
Carlos Ribeiro Dantas, que trabalha com muito cuidado e atenção especial na
recuperação desse patrimônio histórico, atrai visitantes.

Foto – Charles Franklin de Freitas Góis

Carlos apresentou o
serviços prestados e apontou as necessidades para a conclusão do
construções. Posso testemunhar que os trabalhos estão sendo muito bem conduzidos e a
A entrega dessa herança ao povo Potiguar ocorrerá em breve.

Foto – Charles Franklin de Freitas Góis

visita Ana Paula Andrade, da comunicação SETUR, e Hyvirng Ferreira,
Vivi, minha amiga da bela cidade de Patu e assessora técnica da EMPROTUR

Foto – Charles Franklin de Freitas Góis

Minha participação neste
A visita foi para apoiar, quando necessário, visitantes e membros do SETUR com
informação histórica

Foto – Charles Franklin de Freitas Góis

Durante esta visita, que durou
quase duas horas, me ocorreu muito que o Sr. Willian Popp procurasse sempre informações detalhadas sobre
técnicos do trabalho. Ele também procurou conhecer as informações históricas
sobre o uso do edifício Ramp pela aviação comercial dos EUA
antes da Segunda Guerra Mundial e pelos militares da marinha de seu país durante o

Foto – Charles Franklin de Freitas Góis

Sr. Popp comentou que ele era
fato de que a existência do complexo militar americano no Rio Grande do Norte durante
A Segunda Guerra Mundial é praticamente desconhecida nos Estados Unidos, bem como sobre
os episódios ocorreram aqui. Mas ele disse que a história aqui é muito
rico e interessante para o povo americano e que a ação conjunta da
representação diplomática de seu país no Brasil e no Governo do Estado do Rio
O Grande do Norte pode expandir essas informações e o conhecimento sobre Natal em
Guerra.

Foto – Charles Franklin de Freitas Góis

Pela minha parte, recebi de
membros da SETUR total liberdade para expor ao Sr. Willian Popp minha
pensamentos sobre esse período histórico.

Foto – Charles Franklin de Freitas Góis

Eu exaltei a importância histórica,
dos eventos que ocorreram aqui, o fato de que essa história comum é
algo que permeia todas as camadas da nossa sociedade, que na minha opinião a
Potiguares gostam e querem aprender mais sobre esses fatos e outros aspectos
que eu considerava pertinente.

Foto – Charles Franklin de Freitas Góis

Em todos os aspectos, foi
um momento extremamente positivo que pode produzir bons resultados para o turismo e
pelo conhecimento da história Potiguar por seu povo.

Antes de chegar ao Brasil
diplomata William Popp foi consultor político da Embaixada dos EUA
Estados Unidos em Nairobi, Quênia, e também serviu em missões na Colômbia, Angola e
Nicarágua.

Possui mestrado em
Estratégia de Segurança Nacional pelo State War College
Unidos em Washington, Master of Arts in Arts
Universidade George Washington e bacharel em Estudos Internacionais
Ciências políticas e internacionais do Westminster College

[ad_2]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.