EU QUERO 16% AMPLIAR E TARDE: trabalhadores da saúde pararam o seu trabalho na próxima quarta-feira, 3 de julho

0

[ad_1]

Trabalhadores médicos no Rio Grande do Norte paralisam suas atividades de QU e realizam uma ação pública às 9h em frente ao governador. As atividades exigem um pagamento salarial, uma redistribuição salarial de 16,38% para todos, e isso é contra a aposentadoria insalubre e desmantelamento do SUS, aplicada pelo governo de Fátima Bezerra (PT)

Para a diretora do Sindsaúde, Maria do Carmo, RN saúde está doente. “Temos um salário atrasado e quase 10 anos sem reajuste salarial, mas o governador só dá um ajuste para quem já recebe 30 mil rublos?

Devido à falta de estrutura física nos hospitais, ao custo do trabalho e à falta de especialistas, o estado de saúde do RN é alarmante. Em 2018, o governo do Rio Grande do Norte, duas vezes seguidas, proclamou o estado da saúde pública, mas as condições permaneceram as mesmas. Diante desse cenário, o sindicato da saúde reforça a suspensão da reunião do governo para maior responsabilização pelo tratamento dos trabalhadores da saúde e dos serviços públicos.

[ad_2]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.