Eu moro com Glacie: "Eu não sou acusado de corrupção"

0

[ad_1]

A presidente do PT, Glacie Hoffmann, pediu no sábado ao ministro Sergio Moreau, na Comissão sobre a Constituição e Justiça (CCJ), a possibilidade de manter contas no estrangeiro. À pergunta e resposta: “Eu nunca tive uma conta no exterior. Se alguém quiser me culpar por isso, imagine os elementos. Eu não sou acusado de corrupção ”.

Glacie e seu marido, ex-ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, são acusados ​​no Supremo Tribunal Federal. Um casal é acusado de cometer corrupção e lavagem de dinheiro, além de receber propinas no valor de mais de 1 milhão de dólares

.

[ad_2]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.