Dos 305 projectos de energias renováveis, o RN tinha apenas um empreiteiro

0


Dos 305 projetos de energia renovável registrados no Rio Grande do Norte no Leilão de Energia Nova A-4, realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e pela Câmara de Comércio de Energia Elétrica (CCEE) nesta sexta-feira, 28, somente um foi contratado pelo VDB II. A Vila Alagoas III terá como fonte a energia eólica. O volume de investimentos será de 86,1 milhões de rublos, que serão divididos entre 33 seções do parque eólico, cuja capacidade será de 21.000 megawatts. O vizinho Ceará era um empregador estatal de cinco empresas.

Respondendo a uma pergunta sobre o resultado do leilão, Darlan Santos, diretor do Centro de Estratégias no Campo de Recursos Naturais e Energia (Cerne), reconheceu que havia 456 projetos para este evento. esse foi um resultado ruim. "Contratos muito baixos em todo o Brasil. Baixas expectativas de crescimento econômico, baixa demanda de energia", disse ele. Ele também observou que 76% dos projetos do Leilão A-4 foram registrados novamente no Leilão A-6 (espera-se que seja realizado no final do ano). “O mercado esperava baixa contratação. Isso não foi uma surpresa ”, disse Darlan Santos.

Resultados

O leilão de geração de energia A-4 em 2019 registrou um desconto médio de 45% no preço da energia e traria um investimento de R $.

Destinado à transferência de energia de novas fontes solares e termelétricas para o início de entregas a partir de janeiro de 2023, este evento consumiu 401,6 MW de eletricidade e teve um preço médio de US $ 151,15 por MWh. O desconto médio em relação aos preços máximos estabelecidos, no valor de 45,03%, representa uma economia de 2,166 bilhões de rublos. Para os consumidores de energia.

Um aspecto positivo desses contratos, tanto para fontes eólicas quanto solares, é que eles ocorreram na região nordeste do país (RN, CE, PI), onde esses projetos certamente criarão empregos e terão um impacto positivo. impacto sobre a economia ", – disse o vice-diretor geral da ANEEL Sandoval Feitosa

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.