Depois de dois meses, voluntários em uma vigília contra o suicídio deixam a Ponte Newton Navarro

0


Um grupo de voluntários que trabalhou com vigilância, evitando o suicídio na ponte Newton Navarro, em Natal, deixou o campo na sexta-feira (5). Eles saíram na ponte para dizer adeus esta tarde e atacaram a autoridade pública no espaço.

O protesto fechou uma das faixas da Ponte Newton Navarro. Um grupo de evangelistas carregou cartazes e gritou incentivos para valorizar a vida e cobrar o poder público. Eles pediram para montar uma grade na ponte e disseram que não podiam mais ficar no acampamento o tempo todo.

A caminhada destinava-se a ir para a sede da Prefeitura de Natal na Cidade Alta.

O acampamento foi fundado por um grupo de evangelistas liderados pela ponte Newton Navarro no final de abril, e em algum momento foi uma bagunça quando um motociclista preso em um engarrafamento foi irritado por voluntários e atacou uma mulher. Eles começaram a se revezar 24 horas por dia para que as pessoas não cometessem suicídio. A ponte liga os distritos leste e norte da capital, Potiguar, e passa pela confluência do rio Potengi com o mar. A parte mais alta da estrutura está a uma distância de 60 m da água.

G1

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.