Barroso determina que pessoas trans vão servir tempo nas prisões femininas

0


Barroso

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luis Roberto Barroso determinou que os presos transgêneros, identificados como mulheres, podem cumprir suas penas nas prisões das mulheres. Ele tomou precauções nesta quarta-feira (26) após uma proposta feita pela Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transgêneros.

Em fevereiro de 2018, Barroso já havia determinado a transferência de dois travestis para as prisões femininas. Eles foram presos em 2016 no presídio Presidente Prudente, em São Paulo.

Desta vez, o ministro limitou a definição a todos os transexuais identificados com o sexo feminino e não estendeu a decisão aos travestis. Como mesmo na comunidade LGBTI + não há consenso sobre como tratá-los, a questão continuará.

Monica Bergamo / Foglia de São Paulo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.