“Até agora não há nada contra o ministro do Turismo”, diz Bolsonaro.

0


Presidente Zhair Bolsonaro disse novamente na terça-feira que "por agora" 22 ministros permanecem no cargo. Confirmou que "ainda não há nada contra o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro António, mas acreditava que, se um ministro adjunto se apresasse e confirmasse a sua participação, seriam tomadas medidas".

“No momento temos 22 ministros sem problemas. Você deve ter uma carga séria com substância. Até agora, não há nada contra ele (Alvaro Antonio), ele é contra o assistente. Se o assessor se apresentar e confirmar sua participação … então tomaremos medidas ”, disse o presidente. Bolsonaro falou aos repórteres quando veio almoçar no Ministério da Defesa.

Na segunda-feira, o Tribunal Eleitoral de Minas Gerais divulgou um assessor especial ao Ministério do Turismo e dois coordenadores da campanha em 2018, quando concorreu à Câmara dos Deputados. Mateus von Rondon, conselheiro especial, e Roberto Soares e Heissander Souza, que foram presos, também foram acusados ​​pela Polícia Federal de falsa ideologia, uso indevido de fundos e associação criminosa com um máximo de nove anos e três meses de prisão, no total.

As prisões ocorreram na segunda etapa da operação “Direito eleitoral”, durante a qual o alegado esquema de candidatos “laranja” nas eleições de 2018 é investigado com o objetivo de obter acesso a fundos eleitorais exclusivamente para a campanha das mulheres. Na altura, Álvaro António liderou o PSL no estado.

Estadão Content

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.