Advogado ativa STF para manter Alvim na Secretaria de Cultura e critica "Execução Pública"

0

Após intensa pressão, que levou à derrubada do agora ex-secretário de cultura Roberto Alvim, devido a uma reescrita em vídeo do ministro por Adolf Hitler, um advogado entrou em sua defesa e colocou um habeas corpus perante o Supremo Tribunal Federal (STF) antes do levantamento. ação de alívio e reintegração na posição. Alvim foi libertado pelo presidente Jair Bolsonaro na sexta-feira, 18, depois de falar em um vídeo com Joseph Goebbels, ministro de Adolf Hitler.

A menção a Alvim teve um impacto muito ruim nos chefes de governo, na comunidade judaica e até nos assistentes mais próximos de Bolsonaro. O presidente cedeu à pressão e decidiu demitir Alvim.

O autor do Habeas Corpus, Carlos Alexandre Klomfahs, não atua em nome ou a pedido do ex-secretário. Conhecido por abrir processos controversos, como contestar os reajustes salariais do ministro do STF, ele agiu exclusivamente em defesa de Alvim.

Conteúdo do Estadão

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.