Acusado de matar a vereadora Marielle Franco no RJ permanecerá na prisão em Mossoró

0

[ad_1]

OP9

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber negou um pedido de defesa de Ronnie Lessa acusado de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes. Os advogados tentaram transferi-lo para uma prisão do Rio de Janeiro onde o crime ocorreu.

Ronnie Lessa está preso na prisão federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, desde 29 de março. Junto com ele também está preso no ex-policial da polícia militar, Elcio Queiroz, que foi expulso da Polícia Militar; e teria dirigido o carro no dia do crime.

No pedido de transferência, a defesa alegou que a transferência para Mossoró era uma medida extrema e desnecessária. E não ficou provado que a prisão de Bangu fosse insuficiente para mantê-lo na prisão.

Ainda de acordo com a defesa, o fato de Lessa, um policial militar aposentado, ainda ter amizades com a polícia ativa, não pode servir de base para sua manutenção em Mossoró.

A transferência para a prisão federal foi determinada pelo 4º Tribunal Penal do Rio de Janeiro. Marielle Franco e Anderson Gomes foram baleados e mortos no carro do legislador no centro do Rio de Janeiro em 14 de março de 2018.

Apesar de terem indicado os supostos autores da morte até agora – um ano e meio após a crime – a polícia não pôde indicar o motivo do crime ou quem ordenaria a morte de Marielle Franco e Anderson Gomes.

COMENTÁRIOS

O que tem nesse Conteúdo ?

NOTÍCIAS RELACIONADAS

[ad_2]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.