Ação da MPRN prende italiano suspeito de ordenar assassinato de compatriota em Natal

0


Uma ação do Ministério Público do Rio Grande do Norte, com o apoio da Polícia Militar, prendeu nesta sexta-feira (13) o italiano Pietro Ladogana. Ele é suspeito de ter ordenado o assassinato do compatriota Enzo Albanese, um crime cometido em 2014 em Capim Macio, no sul de Natal. Além do mandado de prisão, um mandado de busca e apreensão foi cumprido nas casas que o europeu possui no estado. Pietro, que aguardava o julgamento do crime em liberdade, foi preso em uma de suas casas por não cumprir as medidas cautelares impostas pela Justiça Potiguar, incluindo a entrega de seu passaporte e comparecimento mensal ao tribunal para justificar suas atividades. . Na decisão da custódia, o tribunal assinala que o fato de ele não entregar o passaporte, determinado em 21 de fevereiro de 2017, constitui uma “tentativa deliberada do réu de escapar ao controle da migração nacional, demonstrando de certa forma sua intenção de fugir do distrito da culpa, se for conveniente, é evidente. Pietro Ladogana é apontado pela Polícia Civil como o mentor do crime. Enzo Albanese, que tinha 42 anos, era o chefe do comitê técnico de Rosemary Rugby da equipe de Natal e foi morto a tiros em 2 de maio de 2014 após ser baleado várias vezes à sua porta. Ainda em 2014, Pietro Ladogana foi preso no aeroporto Fiumicino, em Roma, enquanto tentava embarcar no Brasil. Na época, a Polícia Civil informou que o crime havia sido motivado por questões financeiras e pelas atividades que Enzo Albanese estava realizando no Brasil. O gerente morava em Natal há oito anos, era sócio de uma clínica estética e começara a investir em imóveis.

COMENTÁRIOS

O que tem nesse Conteúdo ?

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.