A greve dos petroleiros pode afetar o suprimento de combustível, diz a ANP

0

Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

A ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis) enviou uma carta nesta quinta-feira (13) ao TST (Tribunal Superior do Trabalho), na qual alertava sobre o risco de A paralisia dos funcionários avisados ​​da Petrobras está afetando o suprimento de combustível do país.

A greve começou no dia 13 de quinta-feira e, de acordo com a FUP (Federação Única de Petróleo), possui aproximadamente 20.000 funcionários em 113 unidades operacionais, como plataformas, refinarias e terminais.

Na carta, a ANP lembra que a Petrobras continuou a operar suas unidades com equipes de emergência, mas afirma que "essa solução não pode ser mantida ao longo do tempo". Isso pode afetar a produção de petróleo, gás natural e seus derivados. “

No entanto, ainda não há registros de dificuldades na compra de produtos de distribuidor de combustível.

No entanto, a ANP diz que, dada a falta de evidências do fim da greve, toda a cadeia poderia ser afetada.

“Deve-se notar que a produção de derivados de petróleo [de petróleo] é um serviço essencial para o país e o prolongamento da greve pode afetar não apenas a produção, mas também a produção, com consequente perda nos pagamentos de impostos em todas as áreas do governo federal ”, diz o texto. 19659012]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.