A Comissão Municipal de Natal revoga o veto e aprova melhorias na carreira dos servidores STTU

0


Foto: Marcelo Barroso

Os membros do Comitê Editorial Legislativo, Justo e Final da Prefeitura de Natal cancelaram o veto do executivo municipal em suas contas na reunião de segunda-feira (16).

estes, que impediam a unificação da carreira dos agentes de transporte e trânsito do município, estavam alojados na Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU). Esta proposta foi redigida por um membro do Conselho de Nina Souza (PDT). “O STTU teve sérios problemas com os servidores que aderiram à Constituição de 1988. Durante esses anos, eles sempre recorrem ao governo com um pedido para reorganizar suas carreiras e melhorar as condições de trabalho, mas o governo não o visita. Convidamos o governo a alterar a agenda para melhorar a manutenção desses servidores ”, explicou o autor.

“Acho que isso não é agressão à iniciativa do prefeito, como afirma o veto. O projeto reforça o projeto de 2013 na execução do trabalho desses servidores ”, afirmou Ana Paula (PL), membro do Conselho, que relatou essa história.

Uma delegação de servidores participou da reunião e comemorou a derrubada do veto. “Esse projeto está mudando alguns aspectos da estrutura e funciona na legislação que combinou a carreira dos servidores. Isso aumenta a segurança, garante o uso de veículos e não nos permite trabalhar sozinhos, além do cronograma planejado, para melhorar a estrutura e as condições de trabalho ”, explicou Vanessa Galdino, agente de mobilidade e coordenadora geral da União dos Servidores (Sinsenat).

Seguindo o conselho do membro do Conselho Luis Almira (Avante), os consultores também revogaram o veto à membro do Conselho Carla Dixon (PROS) 133/18, que criou o Fundo dos Direitos da Mulher, pois perceberam que não havia defeitos. iniciativa, como justificou o executivo.

Outro artigo notável, escrito por Nina Souza, e define diretrizes para o reabilitação urbana de áreas. “Como você precisa planejar com antecedência a mudança para qualquer área, discuta os elementos com a comunidade e o governo envolvidos. Isso traz segurança jurídica. Assim, qualquer área que precise ser reordenada deve seguir as diretrizes já estabelecidas ”, afirmou.

Além disso, foram aprovados projetos que regem a prática de um regime de saúde para embalagem, armazenamento, coleta e disposição final de resíduos hospitalares. de autoria do ex-consultor Sergio Pinheiro, assinado pelas consultoras Nina Souza, Preto Aquino (PATRI) e Sueldo Medeiros (PS); dois do conselheiro Franklin Kapistrano (PSB), criando critérios para parcerias municipais com agentes públicos e privados em circuitos de segurança e estacionamento de bicicletas em locais públicos; O autor é o conselheiro Mauricio Gurgel (PSOL), que cria políticas municipais para os sem-teto; que disciplina a entrada de menores nas competições do consultor Ney Junior (PSD); e uma idosa, Ana Paula, por transmitir campanhas educativas para combater a violência contra as mulheres nos estádios de futebol. A reunião contou com a presença dos conselheiros Ney Junior, Black Aquino, Kleber Fernandez (PDT) e Fulvio Saulo (SDD).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.