A aposentadoria de policiais poderia levar a litígios com um novo texto de reforma

0

[ad_1]

Reforma da Previdência Social – Relatório do Deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) – Emendas à Renúncia da Polícia Federal, Polícia Federal e Correcional Federal e
A proposta inicial enviada pelo governo Bolsonaro aumentou claramente o valor da aposentadoria dos policiais que receberam no serviço público no período de 2004 a 2013.

Para este grupo de especialistas, a reforma de Bolsonaro determinou o montante do subsídio igual ao salário da última posição ocupada, a chamada totalidade, que pode incluir apenas os funcionários que entraram antes de 2004.

O Artigo 6 estabelece que o Artigo 6 estabelece que policiais e agentes podem renunciar. de acordo com a Lei Complementar nº 51, de 20 de dezembro de 1985. "

Esta lei, antes da adopção da Constituição, (19659003). Isto porque a lei alterada pela LC No. 144/2014 afirma que o policial estadual será demitido" Com o pagamento integral independentemente da idade, a contribuição mínima exigida

Para policiais, "salário integral" equivale ao salário da última posição. Segundo a AGU, policiais federais que entraram de janeiro de 2004 a fevereiro de 2013 não têm direito de voto,

Em seu parecer sobre a carta de crédito nº 51 emitida em 2017, a AGU declara: “Fornecido com Conselho de Administração, integrais e integridade são conceitos distintos: o primeiro é uma espécie de vantagem pelo cumprimento integral das regras estabelecidas, e não proporcional, e a integridade, por sua vez, era uma forma de cálculo para determinar o valor do benefício correspondente ao total da remuneração. Emenda Nº 41 de 2003. ”
No caso da polícia civil, existe também uma discrepância na interpretação, atualmente excluída do texto da reforma (estados Municípios terão de adotar suas próprias regras de seus órgãos legislativos, de acordo com o texto do relator).

No estado de São Paulo, o estado com o maior número de policiais civis 30 mil), a interpretação também reside no fato de que a integridade se aplica apenas àqueles que entraram antes de 31 de dezembro de 2003.

“Somente policiais civis que ingressam no serviço público terão direito a igualdade e integridade até 31 de dezembro de 2003 (Emenda Constitucional 41/2003). Os rendimentos dos demais serão calculados com base na média dos valores recebidos de 1994 até a data de sua aposentadoria ”, diz SP Perva, responsável pela renúncia da polícia civil de São Paulo, em abril deste ano

Ana Estela de Souza. Pinto, Folapress

[ad_2]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.