Artigo: O trabalho no novo mundo pós-pandemia – Seu Direito | Seu Direito

0


“Estruturas e processos estão sendo reavaliados. O home office, tão praticado no cenário atual, será um legado que poderá se tornar a regra e não a exceção”, diz Adhara Camilo. Foto: Shutterstock

Por Adhara Camilo, presidente da Comissão de Direito do Trabalho da OAB-CE.

O mundo vai ser diferente após o coronavírus, mas antes ele passará por algumas mudanças. Lao-Tsé em uma de suas obras diz que só temos consciência do belo, quando conhecemos o feio; do bom, quando conhecemos o mau. E que grande e invisível mal o mundo está enfrentando! Um “inimigo” velado, que tem até suas preferências de idade e outras características, mas que não isenta nada nem ninguém.

A Covid-19 não atinge só a vida dos infectados, mas de todos. Quem pensava que o vírus ficaria à margem da saúde, ele foi além: atingiu a economia. E o que é essencial a uma economia senão a mão-de-obra humana? Sim! Nós, os trabalhadores.

Estamos reclusos em nossos lares, aprendendo a lidar conosco e com o próximo. Entendendo e praticando uma palavra tão conhecida e pouco executada: EMPATIA. E mais ainda, aprendendo a conviver com incertezas. Dentre elas: o contrato de trabalho. Após várias MP’s, alguns contratos foram reduzidos, suspensos ou até mesmo encerrados.

Empresas mundiais reduziram os ganhos não só de seus empregados, mas de seus executivos e sócios, a exemplo da Disney e da famosa rede de hotéis “Marriott”. Nesse caos de incertezas, algo parece ser unânime: a crise causada pela Covid-19 terá efeitos sobre a forma de trabalhar. Novos hábitos e comportamentos já estão sendo criados no mundo corporativo. Estruturas e processos estão sendo reavaliados. O home office, tão praticado no cenário atual, será um legado que poderá se tornar a regra e não a exceção.

A bem da verdade é que não há mais espaço para voltar ao que era. Há uma transformação de pensamentos e formas. E isso não é de todo o mal. A vida é uma eterna mutação, e o ser humano adaptável poderá sair dessa pandemia mais forte, mais criativo e mais empático do que antes.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.